Estruture seu projeto cultural



 

Você tem um projeto cultural em mente e não sabe por onde começar? Você já colocou as ideias no papel de maneira estruturada e organizada? Já pensou em parcerias estratégicas para viabilizar seus objetivos? Se você ainda precisa pensar nestes pontos, este texto irá te auxiliar no desenvolvimento e estruturação de seu projeto.


É importante você saber que um projeto cultural é um instrumento técnico, estratégico e de comunicação, que deve reunir todo o planejamento de uma atividade cultural. Dar a forma a um projeto significa sistematizar em um documento as ações e procedimentos para a concepção de um produto cultural final. Ou seja um projeto tem como objetivo transformar ideias em ações concretas e por isso deve apresentar informações necessárias para o entendimento do que se pretende fazer, os objetivos claros e precisos, as atividades programadas com prazos estabelecidos, público-alvo e valor financeiro da proposta.


Para começar a esboçar o seu projeto sugerimos que você parta das seguintes questões:


- O quê? (Refere-se ao que se pretende desenvolver)

- Por quê? (Por que pretendo realizar o projeto? Um problema a ser solucionado? Uma

demanda cultural não atendida?)

- Quem? (A quem se destinará o produto gerado pelo projeto e com quem

trabalharemos para a sua realização?)

- Como? (De que forma será realizado o projeto?)

- Quanto? (Qual o valor do projeto e de onde virão os recursos para a sua realização?)

- Quando? (Em que período será realizado o projeto e qual será sua duração?)

- Onde? (Refere-se ao local, ou locais, onde será realizado ou consumido o produto)


Agora que você já tem um esboço inicial do seu projeto, o próximo passo é criar uma estrutura organizada e objetiva, que apresente textos e pensamentos articulados e coerentes. Para te auxiliar na construção deste material, elencamos elementos básicos que devem ser desenvolvidos em um projeto cultural. É importante lembrar que existem diferentes formas de construir um projeto cultural, a que iremos apresentar na sequência é apenas uma delas. :)


APRESENTAÇÃO

A apresentação é a porta de entrada para o seu projeto, nela deverão conter informações essenciais que possibilitem a compreensão do projeto como um todo. Na apresentação poderá conter um breve histórico do produto a ser desenvolvido, como nasceu a ideia de realizar o projeto, qual é o resultado esperado e seu impacto sociocultural. Também poderá conter quem serão os profissionais envolvidos, o público-alvo do projeto, quando e onde acontecerá e quanto custará sua realização.

Apesar de ser o primeiro item que aparece no projeto, sugere-se que a apresentação seja o último texto a ser elaborado, pois ela é uma síntese do projeto e ficará mais fácil escrevê-la uma vez finalizados todos os outros textos.


OBJETIVO (O quê?)

O objetivo é o elemento fundamental na construção de um projeto, pois todas as atividades desenvolvidas serão norteadas pelo objetivo a ser alcançado. Desta forma é importante definir e apresentar o objetivo de um projeto de forma clara, direta e de fácil entendimento.

Antes de trilhar qualquer caminho, primeiro deve-se saber para onde almeja chegar. Na

elaboração de um projeto, o ponto final desse caminho se chama de objetivos, que podem ser geral e específicos.


O objetivo geral é mais amplo e nele descreve, de forma sucinta, o que se pretende realizar, o produto que será desenvolvido e o resultado esperado com a conclusão do projeto. No objetivo geral também o público beneficiado é informado, o local onde o projeto será realizado e o impacto social do projeto em longo prazo, se for o caso.


Os objetivos específicos são menos abrangentes e correspondem às ações previstas que contribuem para o alcance do objetivo geral. Associadas aos objetivos específicos, temos as metas, que são o desdobramento das ações dos objetivos específicos e que devem ser mensuráveis. Sendo assim, as metas são ações concretas quantificáveis e, por meio delas, pode-se avaliar o desenvolvimento das atividades do projeto e a sua efetividade.


JUSTIFICATIVA (Por quê?)

Na justificativa a ideia é apresentar os motivos pelos quais se pretende realizar o projeto e o que o torna relevante para a sociedade. Desta forma, pode-se desenvolver uma justificativa que fale do diferencial do projeto, originalidade e ineditismo do produto, atender alguma demanda de um público específico, lançar novo produto (inovador, criativo, original), desdobramentos futuros etc.


PÚBLICO-ALVO (Para quem?)

Neste item, você deve definir a quem se destina o projeto, qual é o perfil do público-alvo, quantas pessoas o projeto quer atingir e onde está esse público em potencial. É importante obter o máximo de informação sobre o público-alvo, pois, conhecendo com mais detalhes o público, pode-se planejar as ações do projeto de forma mais eficiente.


EQUIPE (Com quem?)

A proposta aqui é pensar quais são os profissionais que irão compor a equipe do projeto, a partir do objetivo, ações e metas estabelecidas. A ideia é definir as funções, elencar os profissionais e as competências necessárias para que cada tarefa seja executada da melhor forma.


ETAPAS DE TRABALHO (Como?)

Para que um projeto seja realizado, diversas atividades deverão ser planejadas, propostas, executadas e acompanhadas. Neste item, descreve-se detalhadamente todas as atividades necessárias para que os objetivos traçados para o projeto sejam devidamente alcançados. As atividades deverão ser agrupadas em etapas, ordenadas cronologicamente, com datas de início e de fim. Assim, poderá saber o tempo previsto para a execução de cada etapa.


CRONOGRAMA DE ATIVIDADES (Quando?)

Todo projeto tem prazo previsto para ser realizado e suas atividades devem ser situadas ao longo desse período. Sugere-se a utilização de um cronograma de atividades como ferramenta de planejamento, a fim de estruturar todas as atividades de maneira lógica e em consonância com as Etapas de Trabalho.


ORÇAMENTO (Quanto?)

Orçamento é o plano financeiro e estrutura de custos onde serão apresentadas todas as despesas necessárias para que o projeto seja realizado. O orçamento deverá ter uma estrutura lógica e ser coerente com as necessidades do projeto e valores de mercado.


PLANO DE DIVULGAÇÃO/COMERCIALIZAÇÃO

O plano de divulgação prevê todas as ações de mídia necessárias para a promoção do produto gerado pelo projeto e, portanto, para o alcance do público previsto. Demonstra, também, a capacidade de comunicação de um projeto, fator significativo na hora em que este é avaliado por potenciais parcerias.


PLANO DE CONTRAPARTIDA AS PARCERIAS

O plano de contrapartida deve apresentar informação detalhada sobre todo retorno concreto previsto para parceiros do projeto, bem como para a comunidade onde este projeto será desenvolvido. A contrapartida pode ter a veiculação da marca dos parceiros envolvidos no material de divulgação do projeto, além de outras maneiras criativas e inovadoras para que o parceiro se interesse e se engaje no projeto.


Pronto, agora você conhece a estrutura básica de um projeto cultural e já pode criar o seu! Boa sorte! :)


Camila Couto - Cofundadora e consultora da Cápsula Inovação.

83 visualizações0 comentário